quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Broken Flowers, Bill Murray, Malatu Astatke e... Whitefield Brothers: ou como um filme puxa uma música, uma música um filme... sei lá!


Pois é, um filme puxa outro que puxa uma música que puxa outra. A cadeia é sem fim! O filme do cartaz acima, BROKEN FLOWERS é um dos meus prediletos por trazer três coisas que prezo muito em filmes, além de ser bom, claro: boa música, anti-heróis (ou, gente como a gente), zero de final feliz (ou finais como os da gente) e... Bill Murray, um dos meus anti-heróis favoritos.
Quem não o assistiu ainda, e se liga de alguma forma aos três itens acima. É redundante dizer, corra!




Nos primeiros segundo do trailer, somos surpreendidos por um jazz com tons orientais que parece nos fazer dançar sobre um tapete voador em uma savana africana, a música chama-se YEKERMO SEW. A mesma é de um etíope chamado Malatu Astatke.



















Você pode conferir mais Astatke aqui: 



Em seguida o trailer do filme de Jim Jarmusch nos apresenta outra maravilha desta trilha sonora, There Is An End, do Greenhorns na voz de Holly Colightly (moça de voz apaixonante e nome complicado):



Se não cortou os pulsos com There Is An End (como já pensei algumas vezes hehehe), vamos em frente!  E como uma coisa coisa puxa outra, a partir dos hiperlinks infindáveis da internet se chega a um grupo que se inspirou em Astatke e nos políssêmicos ritmos africanos , Whitefield Brothers.


Tente ficar indiferente se for capaz: 


Para saber mais sobre os alemães do Whitefiled Brothers, um início: http://www.parisdjs.com/index.php/post/The-Whitefield-Brothers-Earthology


BOA VIAGEM!



Nenhum comentário:

Postar um comentário