domingo, 24 de outubro de 2010

Poesia 2

Encontrei a pouco, gostei.



NA ESTRADA

Escute o som dessa paz que vem como um trovão
O cheiro de pó da chuva que secou seus sonhos
O bilhete é apenas de ida
E na chegada já sabemos o que nos espera
E o bilhete é apenas de ida
O silêncio dessa estrada perfurou meus ouvidos
Levou-me pra além daquelas montanhas
E fui ver o mar
Você estava por lá
Pensei ser o final
Mas você me disse que nada havia acabado
E que a estrada ia além
Você me disse quase sem convicção
Você me disse dessa paz que não chegará
E me embalou em seus braços

Vancarder

Nenhum comentário:

Postar um comentário