segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Música de Infância: Oxygene IV



Fim de tarde em Intermares, ouvindo Oxygene IV, de Jean Michel Jarre. Pensamento oceânico e fazendo ainda mais água, como um bom bote velho.
Reminiscências de infância, achava que era um robô que fazia esse tipo de música.
Demorei muito anos ainda pra chegar perto de um LP de Jean Michel Jarre, não era o tipo de compositor, muito menos de música que meu círculo familiar e de amigos tivesse alguma afinidade.
Calei minha curiosidade durante anos a fio...
Conheci o vídeo a seguir a pouco.
Tudo mudaria se tivesse visto isso por volta de 1978, 1979. Mas não vi.


Bem, hoje: evidente que não era um robô... mas quase...




Infelizmente a incorporação do vídeo foi desabilitada.

Mundo Cão: tentativa de assassinato em massa de ciclistas em Porto Alegre




Bestialidade somada à certeza de impunidade = Cenas de pavor pelo atropelamento de dezenas de ciclistas nas ruas de Porto Alegre por um carro em alta velocidade.


Estarrecido!


Peguei no Vi o Mundo: AQUI



E a frieza do atropelador. Uma leitura na qual as vítimas de fato, os ciclistas, ainda podem ser tomados como os agressores...


FONTE G1: AQUI


Motorista que atropelou ciclistas estava



se defendendo, diz advogado


Suspeito deve prestar depoimento nesta segunda (28), em Porto Alegre.
Após atropelamento na sexta-feira, nove pessoas foram levadas para hospital
.




Nathália Duarte

Do G1, em São Paulo
O motorista suspeito de atropelar dezenas de ciclistas, em Porto Alegre, na noite de sexta-feira (25), deve se apresentar a policiais da Delegacia de Delitos de Trânsito nesta segunda-feira (28). Em depoimento, segundo seu advogado, ele irá afirmar que agiu em legítima defesa, para garantir sua integridade física e de seu filho, de 15 anos.
"Ele afirma que os ciclistas quebraram o vidro do seu carro e começaram a chutar o carro, do lado em que estava seu filho, de 15 anos. Ele agiu em legítima defesa, para garantir sua integridade física e de seu filho. Ele achou que seria linchado e saiu para se salvar", diz ao G1 o advogado Luís Fernando Coimbra Albino.
Segundo o delegado Gilberto Almeida Montenegro, o suspeito não será preso, mas pode responder por tentativa de homicídio. "Queremos ouvir o que ele tem a dizer. Já colhemos o depoimento de ciclistas e agora queremos saber a versão dele sobre os fatos. Caso seja comprovada sua responsabilidade, ele poderá responder por tentativa de homicídio. Mas temos 30 dias para a conclusão do inquérito e ele não será preso hoje porque o prazo do flagrante já se esgotou", explica Montenegro.
O atropelamento ocorreu na sexta-feira, na esquina das ruas José do Patrocínio e Luiz Afonso, em Porto Alegre. Nove pessoas foram levadas ao Hospital de Pronto Socorro da cidade. Todas foram liberadas sem ferimentos graves, segundo o hospital. O motorista fugiu do local sem prestar socorro. Inconformados, os ciclistas chegaram a fechar a avenida.Nesta segunda-feira, com a expectativa da apresentação do suspeito, a Delegacia de Delitos de Trânsito amanheceu cercada de ciclistas, segundo o delegado. “O advogado me ligou há pouco e eles estão receosos, mas garanti a eles que haverá todo o tipo de proteção”, afirma.
Mais de 100 ciclistas participavam do evento promovido pelo movimento Massa Crítica quando um carro entrou no meio do comboio derrubando dezenas de participantes. Para o grupo, que publicou em seu blog vídeos com depoimento dos ciclistas e imagens das bicicletas destruídas, o atropelamento foi considerado um crime e não um acidente.

sábado, 26 de fevereiro de 2011

Acepipes Carnavalescos 3: Carnaval Triste



O carnaval é acima de tudo um troço triste.
Perfeito que exista, pois materialização da grande utopia da felicidade absoluta e por isso, absurda.
Além, ritualização da suspensão do tempo e blá, blá, blá, vou poupá-los de mais um texto chato metido a cabeça sobre os sentidos filosóficos-psicanáliticos-antropológicos do carnaval.
Só sei que muitos guardam o período com grande ansiedade, investem o último suspiro de expectativas em cada grama de experiências que pode vir a resultar em algo, assim, extraordinário.
Mas a sorte dificilmente sorri pra todos e a quarta-feira está sempre ali, resoluta, a mostrar que a vida segue, apesar de todos os protestos e que a alegria é ilusória...
E sem falar dos amores e desamores de carnaval...
Alguém ai acredita em amor de carnaval?

Duvida? Veja a terceira sequência de acepipes carnavalescos abaixo.
Infelizmente não consegui o vídeo para a música Carnaval Triste de Jorge Ben (Sacundin Ben Samba, 1964), segue a penas o link para audição.

BOM CARNAVAL!



CARNAVAL TRISTE - JORGE BEN







quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Acepipes Carnavalescos 2: Não Vou Embora / Guia de Olinda - Eddie


"SE OLINDA VAI DESCER LADEIRA
QUE COISA LINDA VAI CHEGAR..."



Sharon Jones no Brasil

Cantora Sharon Jones se apresenta em SP em junho.jpg


Como disse certa vez meu amigo Leminsky (aqui), nem de só de Emy Winehouse vive a Soul Music...

fonte: aqui

Sharon Jones vem a São Paulo para Festival de Jazz

O Festival traz ainda o veterano Wayne Shorter, saxofonista americano que fez parte da banda de Miles Davis


A diva da black music americana Sharon Jones vem ao Brasil para o BMW Jazz Festival no Auditório do Ibirapuera, que acontece de 10 a 12 de junho, em São Paulo.
Descoberta tardiamente, ela chega acompanhada de seu grupo, The Dap Kings, que ganhou reconhecimento mundial ao gravar seis das onze faixas de Back to Black, disco de maior sucesso de Amy Winehouse.
O Festival traz ainda o veterano Wayne Shorter, saxofonista americano que fez parte da banda de Miles Davis e considerado por muitos o maior compositor vivo do jazz, que vem com o seu quarteto, formado por alguns dos melhores músicos da atualidade: Danilo Perez, no piano, John Patitucci, no baixo, e Brian Blade, na bateria. O também saxofonista tenor Billy Harper, também dos Estados Unidos, dez anos mais jovem do que Shorter, apresenta com o seu quinteto um jazz temperado pelas raízes blues e gospel, adquiridas em sua infância no Texas.
O compositor e baixista norte-americano Marcus Miller promove um tributo a Miles Davis com o celebrado projeto Tutu Revisited, onde faz uma releitura do seminal Tutu, álbum do trompetista lançado em 1986.
A Orkestra Rumpilezz é a principal representante da música brasileira no line-up do festival. Outra atração aguardada é a Funk Off Brass Band, banda marcial italiana de sopro e percussão.
Diretamente da Carolina do Sul, o grupo Madison Bumblebees of Winnsboro foge dos padrões do gospel (coral, órgão e bateria), adotando uma formação inovadora em que os instrumentos de frente são trombones, aliados ao vocal característico. 
O francês de origem catalã Renaud Garcia-Fons, um dos maiores contrabaixistas do mundo, também se apresenta no Festival.
Além das atrações no Auditório do Ibirapuera, a programação acontece também ao ar livre no parque, com shows e uma sessão de cinema com filmes relacionados ao estilo musical.




Pra ouvir mais: Clique

O Carnaval está chegando: acepipes carnavalescos (Recife 2011)



Acepipes Carnavalescos










PODE ME CHAMAR QUE EU VOU!

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Maria Gadú, Mallu Magalhães e Xuxa: uma micro-história do "criancês" na música brasileira



A propósito de post anterior sobre a ascensão da "geração Y" na cena de consumo da música pop/rock (ver aqui) segue pequena nota que peguei na Folha sobre os talentos precoces Maria Gadú e Mallu Magalhães. Em tempos de Shimbalaiê" e "Tchubaruba", uma juventude totalmente algodão doce. Culpa da Xuxa, também...

Peguei na Folha: Aqui


"Shimbalaiê" e "Tchubaruba" compõem gênero musical "criancês"


IVAN FINOTTI
DE SÃO PAULO


Chama a atenção que a poeta Maria Gadú, nascida Mayra Corrêa Aygadoux, tenha encolhido seu complexo sobrenome francês para uma palavrinha tão simples que qualquer bebê pode balbuciar. De Aygadoux para Gadú fica mais fácil, é certo.
Mas por que alguém cuja profissão é criar imagens literárias, como "Quanto tempo leva pra aprender/ Que uma flor tem vida ao nascer", não pode respeitar uma das mais básicas regrinhas da língua portuguesa (acentuam-se as oxítonas terminadas em "a", "e" e "o", mas não as terminadas em "i" e "u" quando precedidos de consoantes)?
A segunda coisa que chama a atenção em Maria Gadúúúú é que seu maior sucesso é uma palavra que, segundo ela, não significa nada. Chama-se "Shimbalaiê", canção que ela escreveu aos dez anos (hoje tem 24).
O que nos remete a outro sucesso de outra menina-moça, a Mallu Magalhães (não Mallúúúú), 18, cujo primeiro single foi "Tchubaruba", vocábulo que, segundo ela, denota felicidade.
Talvez a gênese do gênero musical "criancês" esteja no LP "Xou da Xuxa 3", que colocou a canção "Ilariê", seja lá o que isso signifique, em primeiro lugar nas paradas brasileiras por 20 semanas consecutivas. Coitadas das crianças de 1988.

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Let's Rock? The National - High Violet


The National faz cover de The Clash


High Violet (2010) é o quinto álbum do The National, banda indie de Ohio. De perfeita execução e grande carga poética, pode ser facilmente tomado como um dos grande álbuns do ano passado.  Seu trabalho sempre trouxe uma marca experimental e, sobretudo, intimista. Ora têm-se grande destaque para ao ritmo e presença da bateria, ora, dos teclados, mas sempre, com a marcação em primeiro plano do vocal grave de Matt Berninger. High Violet fala sobre amor, crônicas sobre amor. Parece óbvio falar sobre amor, talvez até pudesse ser se não fosse tão difícil falar bem, afinal, o que teria a ser dito a mais sobre tema tão massacrantemente batido? 
É assim que coisas como:
"Sorrow found me when I was young, Sorrow waited, sorrow won. Sorrow that put me on the pills, It's in my honey it's in my milk" (Sorrow), 

"didn't want to be your ghost, didn't want to be anyone's ghost. But I don't want anybody else, I don't want anybody else... you said it was not inside my heart, it was" (Anyone's Ghost)
...surgem em suas composições para desmontar os incautos.
Curtam:





E de brinde, a excelente 90 Mile Waterwall do não menos genial Sad Songs for Dirty Lovers (2003), adoro esse título!



Para ouvir mais: aqui


Cearenses do mundo uni-vos! REVOLUTION!

Alguns cearenses famosos (disfarçados) espalhados pelo mundo
Atenção não cearenses, resistir é inútil!
Mais cearenses internacionais, influentes e famosos aqui: Cearenses Internacionais
SEJA AMIGO DE UM CEARENSE ENQUANTO É TEMPO.*
 PLANO DE AÇÃO:
Todo mundo sabe que os cearenses estão por toda parte. Em geral, o cearense 
é aquele sujeito baixinho que é o guardador de carro em São Paulo, o chefe 
de um restaurante na Madison em Nova York, o designer que bolou o logo da 
Eurocopa em Portugal, ou mesmo um borracheiro no interior da China. 

O que pouca gente sabe é que, na verdade, isso é uma bem arquitetada jogada 
que visa plantar gente nossa em postos-chave da administração mundial. 
Quando estivermos prontos, será deflagrada a grande tomada de poder e meu 
conselho é que você fique imediatamente amigo ou amante de um cearense.

Tomaremos o poder a partir de uma senha pré-estabelecida, que só um cearense 
saberá o significado oculto. Aos berros de "Queima Raparigal!" as hostes de 
cabeças-chatas invadirão os parlamentos e palácios, além de todos os jornais 
e redes de TV do mundo livre. 

Ninguém desconfiaria que Francisco das Chagas, o Chiquim, humilde faxineiro da CNN 
(futura afiliada da TV Diário), na verdade, é um professor do ITA que 
rapidamente conectará a rede de Atlanta para nossos propósitos. 

Invadiremos e tomaremos o Estado de Pernambuco, vamos dinamitar a nossa 
refinaria que eles roubaram e vamos construir outra lá no Pecém; também 
vamos extinguir os times Náutico, Santa Cruz e Sport Recife. 

Elegeremos um papa cearense, Raimundo I, que canonizará Padre Cícero e 
determinará que, daí por diante, em todas as igrejas católicas a hóstia 
seja feita com macaxeira, farinha, rapadura, alternadamente ou os três 
ingredientes juntos. 

O vinho será uma cachacinha de primeira misturada com "Q-SUCO" de uva. Essa 
simples bula papal fará com que a economia do Ceará dê um salto. 

Nas artes plásticas, as garrafinhas com areia colorida, os quadros de Xico 
da Silva e as esculturas de Zé Pinto irão ocupar alas e alas do Louvre. 

O novo Secretário Geral da ONU será Seu Lunga, que resolverá o conflito 
Israel/Palestina. Nas suas palavras: "Magote de fio d'uma égua, bando de 
mulambeiros, a terra é seca do mesmo jeito e o mar é da mesma cor. 
Deixem de botar boneco que vocês nem vão notar a diferença e o Ceará
ainda é maior que aquela tripinha de Gaza". 

As aberturas das novelas globais terão como trilha sonora os seguintes temas: 
novela das 06h, Belchior, das 07h, Raimundo Fagner, das 08h, Aviões do 
Forró. 

Vamos aperfeiçoar o Oscar. Bolaremos uma categoria que premiará o melhor 
filme de cangaço, melhor cena de amor numa jangada e melhor mocotó. 

O cruzamento mais famoso do Brasil não mais será "Ipiranga com Av. São João" 
e sim Barão do Rio Branco com Liberato Barroso. 

O jornal do 10 será transmitido para todo o mundo com as seguintes noticias: * 
O rodeio será substituído pela vaquejada;  
Garota de Ipanema por Garota da Barra do Ceará; 
Praia de Copacabana por Praia do Futuro;
Fla x Flu por Ceará e Fortaleza, 
Real Madrid por Ferroviário;  
Disneylândia por Beach Park; 
Escolas de samba por quadrilhas juninas; 
Chiclete com banana por Mastruz com Leite;
e a 25 de março será o Beco da Poeira. 

Colocaremos alguns cearenses nas presidências dos principais países como: 
França: Cid Gomes; 
Cuba: Inácio Arruda; 
Argentina: Débora Soft (eu quero mais é que a Argentina se exploda). 

A primeira ministra da Inglaterra será Patrícia Gomes. E o presidente dos 
EUA será Eunício Oliveira. 

A capital do Brasil será Fortaleza. A capital do mundo ainda será Nova York, 
mas a gente vai rebatizá-la de Nova Quixeramobim e vamos trocar aquela 
estátua cafona por uma enorme estátua da Índia de Iracema. 

Não vejo como o plano possa falhar, pois cada vez mais nossos agentes se 
espalham pelo Brasil e pelo mundo todo. 

Só nos resta esperar, de preferência no fundo de uma rede, enquanto as 
engrenagens giram por si. 

Adeus e até a vitória! 
Saudações cearenses!!! E que nosso Padim Pade Ciço teje cum todos nóis!!!!!
 
(Se não for cearense  seja por bem amigo dum monte!!!)

* Enviado por EUG, valeu! 

Ah, o futuro...

Um futuro possível... numa dimensão paralela.

Peguei aqui: Absolutely





segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

The Empire Strikes Back (1950): versão valvulada



Um tempo atrás o Blog dos Perrusi divulgou essa pérola da arqueologia da ficção científica com óbvio charme vintage na seção "Coisas de VanVan". Pra quem achava que tudo tinha começado com George Lucas, pode ir tirando o cavalinho da chuva. A coisa é muito, mas muito mais antiga... E bote velha nisso.


O Discurso do Rei: na medida pra papar Oscars


Quis muito gostar de "O Discurso do Rei" como achei que estava gostando enquanto assistia-o. Boa diversão, mas cabe tranquilamente no formato da televisão na sala de estar. Explico. Apesar das atuações destacadas de Colin Firth e, sobretudo Geoffrey Rush, o roteiro é pobre, linear e peca terrivelmente por não penetrar mais camadas dos dramas pessoais envolvidos. Dessa forma, temos uma estória redonda, de heróis e superação. Como bom melodrama, entra em cena a realeza, quase como num conto de fadas baseado em fato reais. Em outras palavras, uma guerra, um rei gago que no fundo do seu ser é muito gente boa e um plebeu também super gente boa que vai virar "amigo" do rei pelo resto da vida. Em três palavras: água com açúcar. Contra também há a indefectível música melosa pra emocionar e uma triste e rasa atuação de Helena Boham Carter, pra quem se lembra, por exemplo, de seu desempenho em Clube da Luta.
No início falei que cheguei a achar que estava gostando, pois é, fiquei arrepiado quando chegou a deflagração da guerra. Como sou fã do tema, foi emocionante ver Chamberlain (o Covarde), Churchill (o Herói), George VI (o Gago) e o próprio povo inglês (mesmo que de muito longe, quase sempre em Plano Geral) entrando na Segunda Guerra Mundial, com os balões de barragem nos céus, as trincheiras de sacos de areia e máscaras de gás penduradas na parede. Dali para as marcas milhares de mortes seria um pequeno passo. Mas isso seria um outro filme...
Bem, como projeto de Oscar The King's Speech, deu azar por pegar pela proa um "Cisne Negro" (postei sobre ele anteriormente: aqui) com uma Natalie Portman pronta pra virar mito! Com quem falei até agora e que viu Cisne Negro disse que saiu do cinema... tenso...



domingo, 20 de fevereiro de 2011

Let's Rock? The Kills - Tape Song


Pra Encerrar o domingo, mesmo. The Kills em "Tape Song"

Let's Rock? Miranda Kassin e André Frateschi - Hits do Undergroud


Tava quase decidido a fazer alguma coisa útil e urgente antes que a tarde chuvosa de domingo terminasse, mas não resisti e cá estou... "atualizando o blog" rs
Dica pra final de tarde, Miranda Kassin e André Frateschi - Hits do Undergound. Apesar do inegável talento, a dupla ainda luta pra sobreviver pelo underground de São Paulo e só de vez em quando arranha sorrateiramente mídias mais massivas. Talvez seja melhor assim. Uma reserva pra gente.
Não obstante, faz nossa felicidade com uma seleção impecável de hits brasileiros, de Wander Wildner a Ludov, passando por Mombojó e outros, todos de fora do circuitão, além de composições próprias repletas de bossa e originalidade. Pena sermos massacrados todos os dias por tantas Pittys e Restartes em detrimento de música de verdade.
O playlist de HITS DO UNDERGROUND (2010):

  1. Dê - Miranda Kassin e Andre Frateschi
  2. Fever na magrela – Miranda Kassin e Andre Frateschi
  3. Zeitgeist – Miranda Kassin e Andre Frateschi
  4. Semáforo – Vanguart
  5. Magrela fever - Curumim
  6. 220 volts - O Degrau
  7. Deixe-se acreditar – Mombojó
  8. Fita bruta – Wado
  9. Artista é o caralho – Rubinho Jacobina
  10. O dia em que seremos felizes – Ludov
  11. Só tetele – Os Mulheres Negras
  12. Rodando el mundo – Wander Wildner






Let's Rock? Personal Jesus - Depeche Mode, Johnny Cash, Marilyn Manson


Um mito da música eletrônica, uma lenda da música country e um ícone iconoclasta. Respectivamente, Depeche Mode, Johnny Cash e Marilyn Manson, três tempos e momentos, três leituras para uma mesma música, Personal Jesus. Ontem numa conversa com amigos disse que não acreditava, homem sem fé. Insistiram em dizer que sim, quase acreditei neles, pois são meus amigos. E ai me lembrei dessa música do Depeche Mode. E também das versões da mesma gravada por Johnny Cash e Manson. Difícil não gostar de todas, no que há de específico em cada abordagem. Óbvio que todas remetem a idéia de fé em algo, seu personal jesus, aquilo, aquele (com ou sem maiúscula) que vai estar do outro lado da linha e vai fazer mudar tudo. Algo messiânico, sem ser necessariamente um salvador divino, mas certamente carregado de uma porção mágica para todos os sofrimentos e angústias. No final, alguém que lhe escute. Clique nos vídeos abaixo, ouça e escolha seu Personal Jesus...


Bom domingo! Por aqui está tudo nublado.



Feeling unknown and you're all alone
Flesh and bone by the telephone







Poesia 14: MINGUANTE



MINGUANTE

É lua minguante.
a estrada se perde
no seu próprio correr.
É grande a noite,
ando só pelo extenso
e é só pó
e mato escuro.
Indo pela sombra,
piso e me entranho
entre cobras e aranhas no meio de folhas secas
e penso:
sonham as cobras?
Os insetos, todos os bichos peçonhentos?
Eu não.
Rio-me, quase acredito
na minha própria piada.
Mas continuo e crio um delírio:
uma velha feiticeira,
a essa hora,
Já se faz ver no tronco seco tombado.
Gargalho! Eco.
Só sonho da estrada,
Só alegoria do caminho,
Das cortinas do acaso
Que descortinam esquecimentos.
Passos ermos e lentos,
O caminho me desfaz.
Não sem dor, não sem um meio sorriso,
coleções de despedidas e poesia ruim.
Enquanto isso todos dormem,
o mesmo conto de fadas,
que não vejo pelo caminho.

                                              Vancarder