quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Réquiem para a Praia de Tambaba


A Praia de Tambaba, litoral Sul da Paraíba, e seus arredores estão seriamente ameaçados pela ocupação imobiliária/turística, abordei esse tema anteriormente aqui no blog.
O provável responsável pelo fim de Tambaba como conhecemos, tanto a praia, relativamente preservada, como também a APA (Área de Proteção Ambiental, criada pelo Decreto Estadual nº 22832 de 26/03/2002) que a abriga é o empreendimento chamado Reserva Garaú (vídeo abaixo).
A se concretizar o fim da área naturista de Tambaba (com a revogação do Decreto Municipal 276/91 que a criou e a Lei Municipal 252/2002 que a regulamenta) e a ocupação da área pelo empreendimento imobiliário em questão, a APA, que possui 11.320 hectares em três municípios do litoral Sul,  pode vir a desaparecer cedendo lugar a todo tipo de empreendimento turístico e imobiliário.
No caso de Tambaba serão três condomínios, quatro resorts, centro comercial, pousadas, heliporto e um campo de golfe. Para ter uma idéia do impacto do empreendimento sobre a região, alguns números:

Três condomínios: 522.099 m² - 1007 lotes
Quatro resorts: 1.892 unidades habitacionais e 42 bangalôs
Pousadas: 288 unidades
Centro comercial: 40 lojas
Campo de Golfe: 40 hectares

Há um abaixo assinado pela manutenção da praia de naturismo e preservação de Tambaba neste endereço: aqui

Abaixo a vídeo-maquete do empreendimento:

Nenhum comentário:

Postar um comentário