sábado, 26 de março de 2011

Doces Bárbaros: uma lembrança, uma homenagem






No início dos anos 1970 Caetano, Gil, Gal e Maria Bethânia, por inspiração desta, se reuniram em torno do que chamaríamos hoje de "projeto" Doces Bárbaros. 
Envolvidos num clima celebrativo pelos 10 anos de carreira do grupo, o "projeto" resultou em um dos shows antológicos da música brasileira, além do disco homônimo de 1976, considerado uma das obras primas de nossa música.


Anárquico, intenso, sensível, doce, orgiástico, bárbaro! Não tem jeito, assumo, minha alma é tropicalista! Por falar em tropicalismo, pensando um pouco sobre, acho que uma boa metáfora pra ele é o Big Bang, sua força avassaladora, faz mover as mais diversas e distantes galáxias até hoje, além de ter produzido um indefectível "ruído de fundo", que está em tudo, onde menos se suspeita.


Me lembro de uma tarde qualquer de sábado onde vi pela primeira vez o show na TV, deitando no chão, com um céu azul de amaralina (como diria Caetano) pela janela e muitos sonhos na cabeça.


Só posso dizer que naquela tarde queria me transportar para aquele momento, sabia que estava, definitivamente, fora do tempo.


Hoje, uma manhã ensolarada de sábado, uma homenagem há tantas coisas que a percepção e passagem do tempo e alguns (bons) sons podem fazer pela gente em um sábado de um 26 de março...
Curtam!

Os Mais Doces Bárbaros

Doces Barbaros

Composição : Caetano Veloso
Com amor no coração
Preparamos a invasão
Cheios de felicidade
Entramos na cidade amada
Peixe Espada, peixe luz
Doce bárbaro Jesus
Sabe bem quem né otário
Peixe do aquário nada
Alto astral, altas transas, lindas canções
Afoxés, astronaves, aves, cordões
Avançando através dos grossos portões
Nossos planos são muito bons
Com a espada de Ogum
E a benção de Olorum
Como um raio de Iansã
Rasgamos a manhã vermelha
Tudo ainda é tal e qual
E no entanto nada igual
Nós cantamos de verdade
E é sempre outra cidade velha
Alto astral, altas transas, lindas canções
Afoxés, astronaves, aves, cordões
Avançando através dos grossos portões
Nossos planos são muito bons.








Nenhum comentário:

Postar um comentário