sexta-feira, 20 de maio de 2011

TOM ZÉ EM JOÃO PESSOA: Movimento Antimanicomial



Tom Zé é um daqueles artistas difíceis de classificar nas estantes clássicas (e empoeiradas) da música popular brasileira. Nem tão pop, nem tão rock, nem tão bossa nova, nem tão samba, e tudo misturado e além... Sem ser Tropicália (pelo menos, mais). E por falar nesta, ele foi um dos de seus criadores e, ironia, esquecido quase que totalmente pelos antigos companheiros e radicalmente pela mídia brasileira. Também ironicamente, sai do ostracismo total pelas mãos do músico americano David Byrne (ex Talking Heads) nos anos 1990, possibilitando que seu talento viesse novamente à cena e conquistasse, sobretudo, as novas gerações ávidas por inventividade. Não acho o som de Tom Zé fácil, definitivamente. Muita coisa é difícil para tocar no rádio ou sair por ai assobiando. Mas certamente deve ser essa a graça de Tom Zé, revirar os sentidos ao avesso e liberar uma energia criativa, poética, melódica e crítica sem compromissos... e de alto refino em sua proposta de criar música de primeira, ávida a se libertar das imaginações trancafiadas em confortáveis lugares-comum. O que é difícil tem mais graça. E graça em Tom Zé é o que não falta!


SOBRE O SHOW:

Tom Zé cria show especial para apresentar em JP na sexta-feira


fonte: Portal Paraíba 1


O artista baiano Tom Zé volta a se apresentar em João Pessoa na sexta-feira (20), desta vez com um show criado especialmente para a Capital paraibana. O evento gratuito acontece a partir das 20h30 no Ponto de Cem Réis e faz parte da programação da I Semana Estadual da Luta Antimanicomial, promovida pela Prefeitura.
Antes de Tom Zé subir no palco, o público poderá conferir as apresentações de usuários do Centro de Acompanhamento Psico Sociais (Caps) e de Cabedelo. Em seguida, acontece o show da banda paraibana Evoé.
Como o próprio Tom Zé narrou em texto enviado exclusivamente para este show “o outono, nos outros lugares, é meio sombrio, mas no Nordeste e na Paraíba é plena alegria. Então eu vou pegar pesado nesse show”, empolga o artista.
No show, Tom Zé vai apresentar seu mais novo projeto. “E já que estou solto e posso participar da Luta Antimanicomial, vou subir no palco com toda a emoção para fazer um misto quente do set box ‘Estudos de Tom Zé: Tô Te Explicando Pra te Confundir’.
No palco também haverá um misto quente do set box misturado com ‘O Pirulito da Ciência’. “Quem não comparecer vai ser multado”, intima o público.
Repertório
Tom Zé garante a alegria e descontração do show, com composições como ‘Menina de Jesus’, ‘Feira de Santana’, ‘Tô’, ‘2001’ e ‘Abacaxi de Irará’. A banda é formada pelo paraibano Jarbas Mariz (viola e violão); Laulo Léllis (bateria), Cristina Carneiro (teclado); Felipe Alves (baixo) e Renato Léllis.
Evoé
A banda formada pelos músicos Fe Moreno (voz), Naná Rizzini (bateria), Celo Ferrara (guitarra), Portella (baixo e voz) e Bottura (guitarra, piano e teclados) surgiu na cena musical pessoense no inicio de 2006, com o objetivo de misturar em sua música, o rock com o groove de uma forma livre, colocando o estilo e personalidade de cada integrante nas músicas, almejando como resultado uma originalidade e atitude que diferem de outras bandas que estão no mercado cover.






Nenhum comentário:

Postar um comentário