sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Let's Rock? Yann Tiersen






Deveria ser um post sobre Yann Tiersen, apenas. Mas há algo em sua música que nos conduz, necessariamente, a um ambiente de suspensão, que só imagens de sonho, poderiam terminar de compor a melodia que continua tocando em nossas cabeças quando a música pára. Não por acaso, suas músicas ajudaram a eternizar num tipo de inconsciente coletivo, as estripulias de Amélie Poulin tentando ajudar o mundo (O Fabuloso Destino de Amélie Poulin - Jean-Pierre Jeunet, 2001). Estas imagens de sonho e suspensão, nesta sexta feira, só poderiam ser as Henri Cartier Bresson. Um encontro inesperado, porém com a evidente cara de um "por que não?..." Nada mais me vem à mente pra compor um cenário ideal pra este dia. Um dia em outro tempo, um tempo que fala das coisas que ficam e se incorporam à vida, apesar da sua correria, apesar...
É um passeio afetivo por duas narrativas, musical e imagética. Uma poesia a mais que se constrói quando se permite viver um pouco mais a beleza dos encontros inevitáveis que a vida engendra e das incríveis possibilidades do porvir.
De qualquer forma fica a pergunta: quem cuidará de Amélie?... Será que ela sossega um dia?
Boa Sexta!
Curtam!





ps: e mais onda francesa...

Nenhum comentário:

Postar um comentário