terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Poesia 24: Planos


Faça seus acordos
Planos
Tratos com o acaso
Tente sair
Esperneie
Grite
E saia
De mãos dadas com a certeza
Seja você mesma
Assuma sua ira
Seu medo, seu amor
Viva profundo
E se suje no que não vale a pena
Ganhe onde todos perderam e conte uma história
Tenha uma história pra contar
Mostre suas cicatrizes de um futuro que não verá
Vire sua guitarra ao avesso
E continue tocando
O caminho não termina nesse trato
Quebraram-se todos

                                                                            Vancarder

                                                                             

Nenhum comentário:

Postar um comentário