segunda-feira, 4 de junho de 2012

"No espaço público, sim. No virtual, jamais"

Artigo de autoria de Priscila Musa, no blog Terrorismo Branco (CLICAR AQUI), sobre a censura do Facebook à exposição de imagens de seios de manifestantes da Marcha das Vadias em Belo Horizonte ocorrida em 29 de maio de 2012.



No dia 29 de maio de 2012, ao abrir o facebook fui informada que várias de minhas fotos da Marcha das Vadias de Belo Horizonte foram removidas do meu perfil, sem o meu consentimento.  Ao final da lista de exclusão a mensagem advertiu que era necessário conservar os Padrões de Comunidade do facebook para manter uma boa reputação do meu perfil. Manifesto aqui o meu repudio a essa ação, como estava escrito nas costas da manifestante de uma das fotos removidas “Eu Não me Encaixo nos seus Padrões” e coloco aqui um negrito: os peitos foram expostos em Praça e Rua Pública com anuência, inclusive, da Polícia Militar. Ao facebook digo: isto é censura! Isto é uma forma retrograda,  impositiva e equivocada de controlar o espaço virtual. Não nos calaremos!
“Que nada nos limite…
Que nada nos defina…
Que nada nos sujeite…
Que a liberdade
seja a nossa própria substância…”
Simone Beauvoir
Também no dia 29 postei no facebook  a mensagem acima e no dia 30, depois de quase 400 compartilhamentos e inúmeros comentários,  ela simplesmente desapareceu do meu perfil e de todas as outras pessoas que compartilharam comigo esta indignação. Também tive o perfil bloqueado por 24 horas, como castigo por essa desobediência civil.
Desta forma publico aqui as fotos removidas e Marcho Vadiamente no Espaço Virtual:
“Somos livres de rótulos, de estereótipos e de qualquer tentativa de opressão à nossa vida, à nossa sexualidade e aos nossos corpos…Marchamos e marcharemos até que todas sejamos livres!” (Manifesto Marcha das Vadias 2011 – Brasília)
Priscila Musa

Nenhum comentário:

Postar um comentário